domingo, 28 de Junho de 2009

Artemia Salina - Pequenos Truques - I


Cistos de Artemia
Ovos de Artemia Salina para alimentação na fase larvar
Pesquisa e Adaptação: Mário d’Araújo
Como incubar os Cistos de Artemia
· Para obtermos os resultados da Eclosão (nascimento) e controlo higiénico da Descapsulação (saída da casca), recomendo:
· O uso de um recipiente específico geralmente disponível no mercado da especialidade (garrafas translúcidas, Pratos - abaixo o da Hobby-Dohse, etc.);

· No caso das garrafas será necessário o uso de uma bomba de ar e quase todos os modelos já vêm equipados com uma válvula de recolha dos náuplios recém-nascidos;
· A temperatura de incubação da água salgada deverá ser de 28ºC;
· O pH (nota importante) de 8.75 a 8.85:
· A salinidade deverá ser conseguida com 20 a 30g de Sal por litro, equivalente a cerca de 3% de Sal em relação ao volume de água;
· No caso das garrafas ou similar, deve manter-se uma iluminação constante, à superfície da água, de cerca 2000 lux, até à eclosão;
· Não devem ultrapassar 1,6g de Ovos por litro de Água Salgada;
· A eclosão ocorre após 12 horas para os descapsulados (sem casca) e 24 horas para os capsulados.

Na foto ao lado uma Artemia adulta 
Foto:Robert A.Browne






Foto à direita:
artemia-gallery-new.php
Náuplio (24 horas)



Algumas sugestões para os mais aficcionados
A Artemia ou Camarão das Salinas, é comummente utilizada como alimento larvar para muitas espécies aquáticas. De modo a garantir o seu elevado valor nutricional, devemos ‘descapsular’ (tirar a casca) aos Cistos (Ovos) de Artemia antes da sua Eclosão. Isto desinfectará os Ovos, retirará o Cório (a casca), a parte não digerível do Cisto, e, também poupará energia à Artemia que a gastaria se tivesse que furar a casca. Este processo incrementa o valor nutricional e a taxa de eclosão da Artemia minimizando o risco de infecções bacterianas e das obstruções do trato digestivo provocadas pelo Cório. Há 2 métodos comuns que servem para ‘descascar’ os Cistos. Nos dois, apesar de só descrever um deles, o primeiro passo é a hidratação dos Cistos, mergulhando-os durante 1 hora em Água Doce ou Salgada. Os Cistos secos têm uma ‘covinha’ que torna difícil a remoção uniforme da casca.

            Depois de eclodidos os ovos há que crivar os náuplios sem os perder. Assim basta utilizar o conjunto de peneiras para Artemia de Hobby - Dohse:


Método do Cloro
Este método utiliza lixívia caseira (solução de 6% de hipoclorieto de Sódio) ou Cloro industrial (solução de 11% de hipocloreto de Sódio). Colocam-se cerca de 15 gramas de Cistos já hidratados num recipiente com cerca de 300ml da solução a 6%, onde já teremos aplicado uma bomba de ar com válvula de controlo de saída. De forma suave deixaremos burbulhar a solução (agitando o recipiente de vez em quando para que não fiquem Ovos fora da mesma) cerca de 3–5 minutos ou até que os Ovos fiquem Alaranjados (perdendo pois a Cor Castanha). Devemos então, quase de imediato, despejar tudo através de uma peneira de Artemia (de malha fina) e enxaguar várias vezes até que o cheiro do Cloro desapareça. Depois é só incubá-los.
Caso sejam muitos, podem sempre guardá-los em pequenos recipientes (tipo provetas de testes de água) misturando-os com Sal refinado o que os manterá sempre desidratados e prontos a utilizar em qualquer altura, quer diretamente no Aquário ou para Eclosão.

marioadearaujo@gmail.com

1 comentário:

Rosana Schiavinoto disse...

obrigado pelas dicas. Foram muito úteis para quem está começando como eu.
obrigada
Rosana